Programa – Song and Lyrics by Adriana Calcanhotto

0
71

Discover the poetic beauty in ‘Programa’ by Adriana Calcanhotto. This lyric breakdown takes you on a journey through the artist’s thoughts, emotions, and the story they aim to tell. From clever metaphors to evocative imagery, we delve into the nuances that make this song a lyrical masterpiece. Whether you’re a fan of Adriana Calcanhotto or a lover of well-crafted words, our detailed analysis will give you a deeper understanding and appreciation of this song.

Vá a Zona Sul às nove
Se quiser comer
O seu sushi com cólera

Meia noite e dez descole
Mais um digestivo no ilusão de ótica

Passe pela Lapa
Pelos arco-íris
Dos seus arcos mais explícitos
Pelo claro-escuro
Pelo som impuro
Obscuros becos
Claros dígitos

Uma e meia aperte um broto
E com precisão pra lá de matemática

Saia às três e arroche
A prima moto pra Bangu e à segurança máxima

Vá a Zona Sul às nove
Se quiser comer
O seu sushi com cólera

Meia noite e dez descole
Mais um digestivo no ilusão de ótica

Passe pela Lapa
Pelos arco-íris
Dos seus arcos mais explícitos
Pelo claro-escuro
Pelo som impuro
Obscuros becos
Claros dígitos

Uma e meia aperte um broto
E com precisão pra lá de matemática

Saia às três e arroche
A prima moto pra Bangu e à segurança máxima

Vá a Zona Sul às nove
Se quiser comer
O seu sushi com cólera

Meia noite e dez descole
Mais um digestivo no Ilusão de ótica

Passe pela Lapa
Pelos arco-íris
Dos seus arcos mais explícitos
Pelo claro-escuro
Pelo som impuro
Obscuros becos
Claros dígitos

Uma e meia aperte um broto
E com precisão pra lá de matemática

Saia às três e arroche
A prima moto pra Bangu e à segurança máxima